TV Portal

Feira da Agricultura Familiar no Crato comemora três anos



Na última semana, a Feira de Produtos da Agricultura Familiar – Fepaf, no município do Crato, completou aniversário de três anos. A Ematerce Crato, a idealizadora da feira junto com os produtores do Sítio Corujas, realizou um evento comemorativo junto aos agricultores do sítio. Hoje, a feira já conta com 25 agricultores participantes e mais de 100 produtos sendo comercializados.
Na programação cultural, houve a apresentação da banda municipal e artista da terra “Tranquilo o Ripuxado”, com poesias ligadas ao tema. A segurança alimentar e nutricional é um dos grandes pilares, pautando desde o início a produção de produtos agroecológicos.
Houve a participação do gerente local da Ematerce Crato, Antônio Porto, da extensionista Maria José Ferreira Amorim, do engenheiro agrônomo Iuri Moreira Costa, além de parceiros da secretaria de agricultura, Zilcélio Alves, do secretário adjunto Tiago Ribeiro e outros membros, além da participação ainda do representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Crato Carlos Luiz e Mirella.
Inaugurada em abril de 2016, na Feira de Produtos da Agricultura Familiar do Sítio Corujas e adjacências (Fepaf), é uma das mais tradicionais da região e onde o consumidor pode encontrar macaxeira, batata, ricota, polpa de fruta, doces até o coentro, brócolis, alho poró, cebolinha, cenoura, tudo produzido no Sítio Corujas, onde 48 produtores trabalham em regime associativo, comercializando os produtos em vários bairros como Pimenta, Vila Alta, Mirandão, Seminário e praça Alexandre Arraes.

Qualidade

A validade do selo é de dois anos, podendo ser renovado. É concedido às empresas e cooperativas, portadoras ou não da DAP (Declaração de Aptidão do Pronaf) e a agricultores familiares, desde que portadores de DAP, para identificar produtos como verduras, legumes, polpas de frutas e laticínios, entre outros. O SIPAF não substitui qualquer exigência legal quanto à produção, industrialização ou consumo no âmbito municipal, estadual ou federal.
Segundo Elcileide Mendonça, técnica de Desenvolvimento Social da Ematerce, vem sendo feito um trabalho de capacitação contínuo com os feirantes, de acompanhamento das necessidades, de abertura de mercado e agora com a expedição do selo, teremos a atividade mais qualificada para os clientes. “Já aplicamos o questionário, encaminhamos e a próxima etapa será a auditoria para certificar os agricultores”, explica Elcileide.

Produção

Integram a feira que também acontece no bairro Mirandão, produtores da Associação do Sítio Corujas e Adjacências e da Associação do Bairro Mirandão e Associação Cristã de Base, da Diocese do Crato.
No Sítio Malhada, onde funciona a cooperativa e uma unidade de miniusina de pausterização de leite, são processados muitos produtos que são comercializados na feira como doce de leite, iogurte, ricota, manteiga, queijo coalho, biscoito de nata, soro de leite e vários outros. A unidade é abastecida com energia solar, através do uso de 16 placas fotovoltaicas. O projeto teve o acompanhamento da Ematerce Regional Cariri, através do gerente Lóssio Gondim e Elcicleide Mendonça.
Assim, apesar das dificuldades, da escassez de chuva e da crise econômica, os produtores rurais em todo o Ceará vão incrementando a produção, desenvolvendo novas tecnologias, implementando parcerias.
Fonte Ascom /  Ematerce Aécio Santiago