TV Portal

APEOC pressiona e governador garante reajuste de 4,17% retroativo a Janeiro


Em reunião no Palácio da Abolição nesta quinta-feira (11), no Dia D em Defesa da Educação, a direção do Sindicato APEOC cobrou do governador Camilo Santana a Campanha Salarial 2019. Em discussão, Reajuste Salarial, Promoções, Gratificações, fim do teto do vale-alimentação e o Revisão da tabela vencimental dos funcionários da Educação.
Anizio Melo dividiu a pauta, entregue ao governador, em três eixos: Pendências, Compromissos e Reivindicações.
  • Reajuste Salarial (Reivindicação): O governador assumiu o compromisso de reajuste do Piso do Magistério de 4,17%, retroativo a janeiro, para todos os professores ativos, aposentados e temporários, embora precise esperar o relatório do primeiro quadrimestre (Jan/Abr). Ficou marcado para dia 10/05 a divulgação da forma de pagamento.
  • Integralidade da Regência de Classe na aposentadoria (Reivindicação): O governador assumiu o compromisso de resolver o problema definitivamente e marcou audiência entre APEOC e PGE dia 16 de abril.
  • Promoção 2017, Promoção 2018 e Premiações (Pendências): O governador analisará estudo financeiro para elaboração de cronograma de pagamento da Promoção 2017, início do processo da promoção 2018, como também as premiações.
  • Fim do Teto do Vale-alimentação (Compromisso) e Reajuste do vale para vinte reais (Reivindicação): disse que irá analisar o impacto financeiro.
  • Concurso Público: O processo está sendo finalizado para homologação em diário oficial.
  • Reajuste da tabela vencimental dos funcionários da Educação: Serão realizados os estudos de impacto financeiro.
O Governador Camilo Santana assumiu ainda o compromisso com a aprovação do Novo FUNDEB e ficou de analisar o restante da pauta da categoria.
Estiveram presentes na reunião representando o Sindicato Apeoc o presidente Anizio Melo, o vice-presidente Reginaldo Pinheiro, o secretário-geral Helano Maia, o secretário para assuntos jurídicos e legislativos Sérgio Bezerra, o secretário de comunicação Alessandro Carvalho e o secretário de formação sindical Aurélio Matias.

Fonte: APEOC