TV Portal

SDA reúne representantes municipais para Seminário Integrado do PAA Ceará



O Governo do Ceará, através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), reuniu durante esta terça-feira (26) representantes de diversos municípios cearenses, secretários de agricultura e desenvolvimento social para o Seminário Integrado do Programa de Aquisição de Alimentos do Estado do Ceará. José Leite Cruz, secretário executivo de Planejamento e Gestão Interna da SDA, abriu o encontro no auditório José Carlos Pessoa Martins.
A plataforma do seminário contou com exposições e debates acerca de oportunidades e desafios na implantação do PAA-CE e Compra Institucional; Segurança Alimentar e os Programas de Aquisição de Alimentos; Festival de Gastronomia Orgânica do Ceará (Organic Food festival); Novas diretrizes e metodologia de execução dos programas federais além das ações de fomento para a viabilização do PAA Leite.
De acordo com o coordenador do Desenvolvimento Territorial, de Comercialização, Cooperativismo e Economia Solidária, Eduardo Barbosa, o encontro visa ampliar a aplicação do PAA Ceará com os municípios, utilizando o modelo de execução do PAA Alimentos nas cidades para maior aquisição dos produtos da agricultura familiar. “Queremos botar para funcionar a aplicabilidade da lei aprovada pelo governador Camilo Santana para que todas as compras institucionais que, só no ano passado, equivaleram-se a R$150 milhões, tenham 30% desse valor oriundo de produtos da agricultura familiar. Nós temos 860 unidades compradoras, a grande maioria escolas, via chamadas públicas, podendo boa parte delas observar este este critério”, explica o palestrante. Segundo ele, as empresas que prestam serviço ao estado também terão que aplicar a lei do PAA obedecendo a mesma porcentagem de aquisição.
Ações de fomento para a execução do PAA Leite também entraram na pauta do encontro pelo representante da Coordenadoria do Desenvolvimento das Cadeias Produtivas da Pecuária do SDA, Márcio Peixoto. “Se todos vestirmos a camisa do leite de cabra podemos gerar renda para nossos pequenos produtores da agricultura familiar”, lembra. Para ele é importante a integração do sistema para melhor aproveitar os investimentos em palma e sorgo forrageiro, nos projetos de bovinocultura e caprinocultura desenvolvidos pela SDA no sentido de dar oportunidades. “O leite é responsável pela distribuição de quase R$ 10 milhões por ano, em 1800 entidades, beneficiando 425 mil pessoas, ou seja, precisamos da reafirmação destas políticas públicas por detrás para fazermos um único conjunto que atenda às demandas da nova lei e beneficie o pequeno produtor”.
“O agronegócio todo dia está na televisão se dizendo pop”, lembra o secretário Zé Leite. De acordo com ele, mais do que nunca, com apoio dos municípios, é preciso mostrar a força dos números alcançados com a execução de programas como o PAA. “Na prática quem coloca alimento saudável na mesa do brasileiro é a agricultura familiar, demonstrando assim a importância de política para que elas apareçam e o papel de cada gestor, cada secretário, cada diretor de escola, é ímpar porque eles que fazem acontecer, melhorá-lo e fazê-lo crescer”, estima o secretário.
Fonte: SDA