TV Portal

Não foi aprovado nas chamadas regulares do Prouni 2019? Lista de espera é uma opção


Prazo para adesão da lista de espera termina hoje (8)






Candidatos que não foram aprovados na primeira e segunda chamadas do Programa Universidade para Todos (Prouni 2019) tem até hoje (8), às 23h59 para manifestar interesse na lista de espera do programa. E atenção: haverá uma única lista para cada curso e turno, nos respectivos locais de oferta, que será independente da opção dos candidatos pela concorrência nas vagas destinadas à política afirmativa ou à ampla concorrência.
Cerca de 946 mil candidatos realizaram a inscrição no Prouni 2019 para pleitear bolsas de estudo integrais e parciais fornecidas por meio do Ministério da Educação (MEC). Houve 1,8 milhão de candidaturas uma vez que cada pessoa podia cadastrar até duas opções de vagas. Foram 1,2 mil instituições de ensino particulares que ofertaram juntas 243.888 oportunidades nesta edição. Do total de bolsas, 116.813 disponibilizaram 100% de desconto na mensalidade e 127.075, 50% do valor.

Podem concorrer às bolsas de estudo do Prouni brasileiros que tenham realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano anterior ao edital, obtido média igual ou superior a 450 pontos e maior que zero na redação. Além disso, é preciso ter estudado em escola pública durante o ensino médio, em escola particular na condição de bolsista integral da instituição ou ser deficiente físico.

Calendário Prouni 2019.1

 Adesão à lista de espera: 7 e 8 de março
 Resultado da lista de espera: 11 de março
 Entrega dos documentos para garantir a matrícula: 12 e 13 de março
Bolsa de estudo para faculdade
Quem não se enquadra nos critérios do Prouni ainda pode conseguir uma bolsa de estudo parcial com até 70% de desconto pelo Educa Mais Brasil. O programa não exige a participação no Enem e comprovar renda. Para participar basta acessar o site, escolher a cidade e filtrar pelo curso e instituição de interesse. O Portal de Notícia CE é parceiro do Educa Mais. As inscrições estão abertas durante todo o ano e são realizadas gratuitamente.

Fonte:  Agência Educa Mais Brasil