TV Portal

Amamentação protege saúde do bebê e da mãe

A amamentação exclusiva até os seis meses de vida é fundamental para o desenvolvimento sadio do bebê. O leite humano é alimento completo e protege a crianças de doenças como anemia, alergias, infecções, obesidade e intolerância ao glúten.
Para ajudar na recuperação dos bebês internados no Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), do Governo do Ceará, o Banco de Leite Humano do HGCC funciona 24 horas. O banco recebe leite materno doado para alimentação especialmente de bebês prematuros.
“O nosso trabalho é constante. Nunca para. Estamos sempre a orientar e conversar com as mães para conscientizar sobre a importância da doação”, explica Gilvânia Cambraia, enfermeira do banco de leite, que também é responsável pelas orientações destinadas às mães com problemas no aleitamento materno.
A recuperação mais rápida, o desenvolvimento do bebê e a redução quase que pela metade do tempo de internação são fatores alcançados pelo gesto simples da doação. “Cada vez que doo, aumenta ainda mais meu leite. Isso é muito bom para meu filho e para doação”, declara Elen Maria Chaves Lima, mãe de Samuel, de três meses.
Devido a uma mastite, que é uma inflamação da mama, Elen procurou atendimento em um hospital particular. Lá, ela foi orientada a procurar o Banco de Leite Humano do HGCC. “Eu fui ao HGCC de madrugada. Recebi todas as orientações. Desde então alimento meu filho exclusivamente com leite materno e a minha produção aumentou, com a ordenha”, afirma.
Aleitamento e doação

Além de beneficiar o bebê, o aleitamento também é saúde para a mãe. A amamentação contribui para a recuperação do útero, diminuindo o risco de hemorragia e anemia após o parto. Também evita o câncer de mama e de ovário, doenças cardiovasculares e diabetes. No ano passado, 740 doadoras foram responsáveis por ajudar a alimentar 3.577 bebês internados no Hospital César Cals. Ao todo, foram doados 1.860 litros de leite materno.


O trabalho realizado pelo Banco de Leite Humano do HGCC, que vai desde a orientação, cuidado com a amamentação à coleta, pasteurização e distribuição de leite. São atendidas as mães que deram à luz no Hospital César Cals e aquelas que realizaram o parto em outras unidades hospitalares, públicas e particulares.
São 24 horas ininterruptas, todos os dias da semana, inclusive em feriados. O banco de leite está disponível para atender todas as mães, seja por telefone, pelo número gratuito 0800 286 5678, ou presencial, na Avenida Imperador, 545, Centro de Fortaleza.
Para que esse trabalho dê certo, muitas ações precisam ser executadas com foco no aleitamento materno. O atendimento individual às mães foi de 3.644, em 2017, para 4.111, em 2018. No mesmo período, as visitas domiciliares passaram de 1.128 para 1.581.
Outros números também são destaques e comprovam a atuação do banco de leite do HGCC, que é referência estadual, na busca constante para permitir sucesso no aleitamento materno. Foram 916 atendimentos em grupo realizados no ano passado. “São essas ações que fortalecem as políticas de aleitamento materno e favorecem a recuperação dos bebês da unidade neonatal”, destaca a enfermeira Gilvânia Cambraia.
Assessoria de Comunicação do Hospital César Cals - Wescley Jorge