TV Portal

Desembargador Gladyson Pontes destaca principais ações ao se despedir da Presidência do TJCE


“Ao findar a Gestão à frente do Poder Judiciário do Estado, sentimo-nos laureados por haver concretizado os projetos, desenvolvido as ações e empreendidas as mudanças para modernidade e melhoramento da Instituição em suas atividades e relações internas e externas”. A afirmação é do desembargador Gladyson Pontes, que deixou, nesta quinta-feira (31/01), a Presidência do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) após cumprir mandato de dois anos.
No discurso de despedida, durante a posse da nova Administração do Tribunal (desembargadores Washington Araújo, presidente; Nailde Pinheiro, vice-presidente; e Teodoro Silva Santos, corregedor-geral), Gladyson Pontes reforçou ter cumprido, sem soberba ou vaidade, todas as promessas feitas em 31 de janeiro de 2017. Destacou as conquistas nos âmbitos administrativo, judicial, estrutura física e suporte organizacional. Veja abaixo algumas medidas.
“É oportuno consignar que nessa conquista restou bem evidenciada a participação coletiva, a envolver magistrados, servidores e colaboradores”, reconheceu o magistrado, ao agradecer o empenho e a dedicação de todos os que o auxiliaram durante a Gestão. Em outro trecho, o desembargador afirmou: “o trabalho em equipe e a transparência prometidos no discurso de posse foram a tônica em todas as etapas de desenvolvimento de projetos e ações, na busca pela solução mais adequada à Instituição e aos anseios da sociedade, prestigiando o corpo funcional e otimizando recursos financeiros, sem prejuízo da qualidade e eficiência”.
Gladyson Pontes atribui os feitos da Administração dele ao trabalho realizado em conjunto com as demais entidades. “Em consequência, fica o legado da realização proveitosa, conquistado a partir do salutar intercâmbio com os demais entes institucionais de integração e da relação republicana entre os partícipes do sistema organizacional.”
PRINCIPAIS AÇÕES
Entre os exemplos estão: a reforma administrativa para fazer a priorização do 1º Grau (Varas e Juizados), que resultou no aumento de servidores para atuar com os juízes de todo o Estado; nova Organização Judiciária, que permitiu criar mais 19 unidades judiciárias em 16 comarcas do Interior com grande volume, das quais já foram instaladas 13 Varas e um Juizado Especial, além de mais três Varas na Capital, que já estão em funcionamento; e inauguração da Secretaria Regional do Crajubar (Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha).
Também lembrou a construção dos novos Fóruns das Comarcas de Itapajé e Russas, além de mudar a sede de outras unidades no Interior, como Iracema; Anexo da Corregedoria-Geral da Justiça; ampliação do Sistema de Automação da Justiça (SAJ) para todo o Interior; instalação das audiências por videoconferência; incremento de acordos e pagamentos de precatórios; instalação de Juizados Especiais em faculdades de Fortaleza e do Interior; lançamento do concurso público para juiz, que está em andamento; nova Central de Atendimento do Fórum Clóvis Beviláqua; novas Secretarias Judiciárias; ampliação das audiências de custódia para o Interior; medidas de descongestionamento dos processos; MBA em Gestão Pública; nomeação de novos servidores, capacitação, adimplemento das obrigações remuneratórios com servidores e magistrados; medidas de segurança e proteção dos magistrados.
Confira o discurso na íntegra.
Fonte: TJCE