TV Portal

Jovens Embaixadores - Estudantes de Santa Quitéria e Fortaleza são selecionados para intercâmbio nos EUA


Dois jovens estudantes da rede pública estadual de ensino cearense compartilham a experiência de gerar benfeitorias sociais nas comunidades em que vivem, ao tempo em que buscam o desenvolvimento pessoal, por meio do aprofundamento nos estudos. Rogério Bié de Moura e Moisés Barros Marques, respectivamente dos municípios de Santa Quitéria e Fortaleza, foram selecionados para compor a delegação brasileira que irá para os Estados Unidos da América, em janeiro de 2019, dentro do Programa Jovens Embaixadores. Ambos farão intercâmbio de três semanas naquele país, junto a outros 48 estudantes brasileiros. A iniciativa é da Embaixada Americana.
Os critérios adotados para a seleção incluem ter desempenho escolar de excelência, perfil de liderança e iniciativa, ser comunicativo, ter boa relação com a escola e a comunidade, além de realizar algum trabalho voluntário há, pelo menos, um ano. Atendendo a estes requisitos, Rogério e Moisés terão a oportunidade de participar de oficinas e atividades sobre justiça social, empoderamento juvenil e voluntariado. Os participantes ficarão hospedados em casas de famílias norte-americanas, para que tenham uma vivência de imersão na sociedade e na cultura locais.
Rogério Bié lembra que conheceu o programa no ano de 2016, após ter sido convidado por um colega a participar. “Não consegui daquela vez, mas a experiência abriu horizontes para mim. Em 2017, cheguei até a etapa da entrevista oral, mas novamente, não fui selecionado. Desde então, comecei a preparação para tentar de novo neste ano. Se pudesse resumir em poucas palavras os motivos que me fizeram conseguir desta vez, diria: resiliência, confiança e determinação”, conta.

Aulas gratuitas

Rogério é aluno da Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP) Monsenhor Luís Ximenes Freire, de Santa Quitéria-CE. Fazendo parte do Grêmio Estudantil, ele criou o English Immersion Group, um curso de inglês gratuito para estudantes da escola e, em 2017, fundou o English for Kids, iniciativa para ensinar inglês a crianças de escolas públicas. “Eu vim de uma comunidade pobre e desde cedo tive vontade de mudar a realidade local de alguma forma. Quando voltar ao Brasil, pretendo usar o conhecimento adquirido para levar esse tipo de oportunidade aos jovens da minha cidade, do meu estado e do Brasil inteiro, além de expandir os projetos de que já faço parte”, projeta.
Rogério conta que tem interesse pela cultura dos Estados unidos, principalmente, no tocante à história e às pessoas. “Estou ansioso para conhecer os outros jovens embaixadores e, principalmente, viver experiências que antes só via na televisão ou na internet, mergulhando nos costumes de lá. Além disso, estou muito animado pra levar um pouco do Ceará e da cultura do Brasil para os americanos”, conclui.

Identificação

Moisés Barros é aluno da EEEP Maria José Medeiros, de Fortaleza-CE. Revelando ter grande afinidade com a língua inglesa, considera um sonho a oportunidade de conhecer pessoalmente um país em que seja falado este idioma. “Sou leitor apaixonado da literatura inglesa e da cultura dos países que adotam esse idioma. Quero muito realizar o sonho de viajar ao exterior e, principalmente, ter a oportunidade de ampliar o meu conhecimento, além de buscar ajudar pessoas por meio do meu trabalho”, explica.
Moisés se refere às ações voluntárias das quais participa, voltadas para o atendimento a populações carentes, que incluem a distribuição de alimentos, a realização de conversas com pessoas que têm vício em drogas e a promoção de assistência em enfermagem. “Acredito que fui selecionado porque as pessoas alcançadas por esse projeto social são, principalmente, jovens em situação de risco, fazendo com que muitas vidas sejam salvas graças à iniciativa”, aponta.
A viagem dos Jovens Embaixadores para os EUA será de 11 de janeiro a 2 de fevereiro de 2019. Os estudantes participarão de reuniões com autoridades do governo americano e líderes de ONGs, visitarão escolas e projetos sociais, participarão de atividades de voluntariado e, como representantes brasileiros, farão também apresentações sobre o Brasil, a cultura e o povo deste país. No final da viagem, os alunos apresentarão um plano de ação na área de justiça social e voluntariado para ser implementado em suas comunidades após o retorno ao Brasil. Desde a criação do Programa, em 2002, mais de 500 jovens já foram beneficiados pelo programa.
Assessoria de Comunicação da Seduc