TV Portal

Fortaleza - Centro de Atenção à Saúde do Homem começa a funcionar nesta segunda, dia 5

 Fotos: Ascom/Sesa

A partir desta segunda-feira, 5 de novembro, o Centro de Atenção à Saúde do Homem começa a atender pacientes, principalmente, com idade a partir dos 40 anos, aqueles com histórico de câncer de próstata na família e que não tenham indicação cirúrgica. O novo serviço é uma parceria entre Governo do Ceará, Prefeitura de Fortaleza e Unichristus, e funcionará no Centro de Saúde Meireles. 
A inauguração do Centro de Atenção à Saúde do Homem ocorreu na manhã da última quinta-feira, 1º de novembro, com a presença do secretário da Saúde do Ceará, Henrique Javi, prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, Reitor da Unichristus, José Carvalho Rocha, e profissionais de saúde e autoridades.
“O Centro de Saúde do Homem é justamente um esforço conjunto entre o município Fortaleza e o Estado do Ceará, para que nós possamos ter novos pontos de atenção focados principalmente na detecção precoce de doenças no homem, para que possam ser efetivamente tratadas. Esse momento aqui marca um permanente estado de atenção”, declarou Henrique Javi.
O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, destacou que o exame de toque retal é fundamental para a prevenção do câncer de próstata. “Mas muitas vezes se demanda também outros tipos de procedimento para confirmar o diagnóstico. Então a gente vai ter também uma série de exames complementares: o PSA, biópsia guiada por ultrassom e eventualmente outros procedimentos, como cistoscopia”, disse o prefeito.
Para ser atendido é somente através do encaminhamento do posto de saúde, pois é necessária uma triagem para direcionamento correto dos pacientes. Inicialmente, o Centro conta com três médicos urologistas. “Neste primeiro momento estamos em implantação da expansão. Só o fato de ter um espaço físico maior já nos capacita aumentar. Em janeiro, vamos ter mais urologistas”, enfatizou Gustavo Percisi, coordenador do Centro de Atenção à Saúde do Homem.
O novo centro tem uma estrutura para realização de exames de ultrassom, biópsia prostática, cistoscopia, o que amplia a capacidade diagnóstica do câncer de próstata. Há também uma sala de esterilização e centro cirúrgico para realização de pequenos procedimentos. O espaço tem capacidade para receber mais de trinta pacientes por dia.
Atendimento no interior
“As 19 policlínicas regionais reforçam durante o mês de novembro essa atenção que não é tão fácil de atingir porque (o homem) é relutante muitas vezes em fazer atividades preventivas, mas é justamente através da cultura e da comunicação que fortalecemos e a cada ano aumentamos o contingente de detecção precoce sobre tudo de câncer de próstata. Não é só em novembro que temos que fazer esse trabalho”, reforça Henrique Javi.
Câncer de próstata
No Ceará, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que haverá 2.700 novos casos de câncer de próstata no estado em 2018. Isso representa taxa de 60,01 casos por 100 mil homens. Na fase inicial, o câncer da próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou a noite). Já na fase avançada, pode provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal.
Sinais de alerta para o câncer de próstata
• – Dificuldade de urinar;
• – Demora em iniciar e finalizar o ato urinário;
• – Presença de sangue na urina;
• – Diminuição do jato urinário;
• – Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.


Assessoria de Comunicação da Sesa