TV Portal

Senador eleito Jorge Kajuru quer cortar 50% da verba de senadores e deputados

Ludmilla Gondim/Câmara Municipal de Goiânia
O primeiro projeto de Jorge Kajuru (PRP), senador eleito por Goiás, será tentar reduzir em 50% os benefícios e gastos dos congressistas. A ideia é que senadores e deputados abram mão de parte dos salários e das verbas indenizatórias e destinem esses recursos para investimentos em educação.
 Cada senador custa R$ 3 milhões por ano. O que eu quero propor é que a gente dê um exemplo à nação brasileira ao cortarmos na própria carne. Se cortarmos 50% e destinarmos essa economia para investir na qualificação dos nossos professores, escolas e universidades, e que os nossos educadores tenham um salário mais digno, isso será algo revolucionário na educação brasileira.
Ainda que o projeto não avance, Kajuru, que é atualmente vereador em Goiânia, garantiu que doará 50% das verbas destinadas ao mandato.
— Só aceitarei 50% do meu salário para pagar minhas despesas porque vou morar em Brasília. Não devolverei o que eu receber ao erário porque não sei se esse dinheiro pode parar no ralo da corrupção. Vou investir em escolas e instituições sérias e vou documentar essas doações — assegurou.
Kajuru, que ficou nacionalmente conhecido trabalhando no jornalismo esportivo, disse que tem outras 49 propostas prontas para protocolar no Senado. Entre elas, a criação de um imposto sobre grandes fortunas e medidas para revitalizar os Rios Araguaia e Tocantins.
O futuro senador iniciou a carreira na política em 2014, ao se candidatar a deputado federal por Goiás. Na ocasião, obteve mais de 106 mil votos, mas não foi eleito em sua coligação. Em 2016, elegeu-se vereador mais votado da história de Goiânia, com 37,8 mil votos. Na Câmara Municipal de Goiânia, priorizou ações na área da saúde e na economia de recursos públicos. Aos 57 anos, chega pela primeira vez ao Senado.
 Farei história e deixarei um legado. Não jogarei minha honra no lixo — disse.
Agencia Senador