TV Portal

Segundo turno das eleições terá reforço de 27 mil militares

O apoio dos militares está confirmado para 91 localidades de seis estados - Foto: Reprodução/Ministério da Defesa

Para auxiliar a Justiça Eleitoral no segundo turno das eleições, que ocorre neste domingo (28), aproximadamente 27 mil militares foram colocados à disposição dos Tribunais Regionais Eleitorais (TRE). Além da segurança, os militares vão ajudar no deslocamento de urnas e equipes que trabalharão durante o pleito aos locais de difícil acesso, como tribos indígenas e comunidades ribeirinhas.
Até o momento, 91 localidades de seis estados - Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Roraima - já confirmaram o apoio logístico. Nas missões de Garantia da Votação e Apuração (GVA), quando o trabalho é manter a normalidade da segurança pública no período, as Forças Armadas atuarão em cerca de 400 localidades, que ainda serão definidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
De acordo com o subchefe de Operações do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante Newton de Almeida Costa, o GVA ocorre para assegurar a ordem jurídica. "É uma solicitação do TSE, em complemento às deficiências que possam ter nas forças de segurança estaduais, municipais ou federais”, explica. O trabalho dos militares será coordenado a partir do Centro de Operações Conjuntas (COC), localizado no Ministério da Defesa, em Brasília.

Primeiro turno

No primeiro turno das eleições, realizado no dia 7 de outubro, as tropas auxiliaram em 513 locais de 11 estados, em ações de Garantia da Votação e Apuração. Os militares também foram enviados para 94 localidades em que foi necessário apoio logístico para transportar 278 urnas.
Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Defesa