TV Portal

Policiais civis do Ceará são capacitados para investigar crimes cibernéticos

A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp/CE) realiza até o próximo dia 31, a segunda turma do Curso de Investigação de Crimes Cibernéticos, voltados para delegados, inspetores e escrivães da Polícia Civil cearense.
De acordo com o delegado Julius Bernardo, que é coordenador do curso e atua no Célula de Inteligência Cibernética da Polícia Civil do Ceará, a capacitação foi planejada para atender uma demanda crescente no mundo moderno, já que a internet hoje é utilizada como meio para a prática de delitos já conhecidos como o estelionato, crimes contra a honra e crimes relacionados com pedofilia, além de outros crimes cibernéticos próprios, como a invasão de dispositivos informáticos.
“O crime se modernizou! Então, aquela difamação que era cometida através do panfleto, agora é pelas redes sociais. Aquele estelionato que era um golpe que a pessoa convencia o outro na praça a entregar dinheiro, agora ele faz isso através de sites, com venda de mercadoria que não existe. E para investigar nesse novo meio é preciso entender como funciona a internet, as redes, os sites. Entender isso para saber onde buscar a prova, como identificar essas pessoas que estão escondidas aí por trás desse manto que forma a tecnologia”, explicou Julius.
A capacitação tem uma carga horária de 32 horas/aula e ensina o ciclo completo de investigação de crimes desta natureza, incluindo os elementos essenciais à investigação cibernética; levantamento de dados; preservação; representação; rastreio e conclusão.
Fotos: Leandro Freire 
Fonte: AscomAesp