TV Portal

Fortaleza - Ex-delegado de Pedra Branca comanda prisão de falsos funcionários de bancos suspeitos de aplicar golpes de meio milhão

Criminosos usavam central telefônica própria para aplicar golpe nas vítimas, em Fortaleza. — Foto: Paulo Sadat

A polícia prendeu dois homens em Fortaleza suspeitos de fazerem parte de quadrilha que aplicava golpes em pessoas fingindo serem representantes de agências bancárias. Estima-se que o valor fraudado tenha chegado a R$ 500 mil nos três meses em que o grupo vinha praticando o crime.
Segundo a polícia, o grupo ligava para as vítimas por meio de uma central telefônica própria e avisavam que os cartões de créditos delas foram clonados. Num segundo momento, uma pessoa que fingia ser um representante bancário se dirigia à casa da vítima e conseguia acesso às informações e documentos para efetivar o golpe.
Pelo menos quatro pessoas foram abordadas pela quadrilha. Os dois homens presos se apresentaram como Walter de Oliveira e Romário Lima Sousa, ambos nomes falsos. Os nomes verdadeiros não foram divulgados para não atrapalhar as investigações, conforme a Polícia Civil.
Os golpistas moravam em uma casa de luxo e também usavam carros importados, afirma a polícia. Outras pessoas estão sob suspeita de participarem do esquema. As investigações estão por conta do 2º Distrito Policial.

De acordo com o delegado Carlos Teófilo, as investigações duraram cerca de três meses e, até o momento, três pessoas já procuraram a Polícia Civil para noticiar os casos. 

Com informações do G1 e SSPDS