TV Portal

Apreensões de armas realizadas pelo BPRaio até setembro de 2018 supera os números do ano passado

Dando continuidade à série de matérias sobre os investimentos e as ações de segurança, que proporcionaram na prática a melhoria de índices criminais em todo o Estado, o SSPDS Informa de n° 984, desta terça-feira (16), destaca o trabalho desenvolvido pelo Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) da Polícia Militar do Ceará (PMCE). Além de falar sobre a “doutrina Raio”, que já foi expandida para todas as macrorregiões do Estado e que vem sendo implantada em municípios de população entre 30 a 50 mil habitantes, serão abordadas as prisões e apreensões efetuadas pelo batalhão especializado.
Até setembro deste ano, o BPRaio já havia apreendido mais de 1.647 armas de fogo em todo o Estado e efetuado mais de 3.649 prisões em flagrante por crimes como homicídio, roubo, receptação, furto, tráfico de drogas e porte ilegal de armas. Os resultados durante os nove meses de 2018 já superam as estatísticas do ano passado inteiro. Em 2017, foram 1.401 armas de fogo apreendidas e 3.179 prisões efetuadas.
Mais três armas de fogo entraram para as estatísticas positivas do Raio nesta terça-feira. As equipes que atuam no Vale do Jaguaribe efetuaram as capturas de dois homens, entre eles, um adolescente suspeito de cometer homicídios na região a mando de uma organização criminosa.

A ação ocorreu após informações repassadas para a Polícia acerca da localização de criminosos, em uma residência, no bairro Juazeiro, em Jaguaruana – Área Integrada de Segurança 18 (AIS 18). Lá, foi preso o suspeito  sem antecedentes; e apreendido um adolescente de 16 anos, com passagens pela Polícia por homicídios, roubos, tráfico de drogas. Inclusive, o menor era investigado e se encontrava com mandado de apreensão em aberto. No imóvel, foram apreendidos dois revolveres calibre 38, um rifle calibre 44 e 20 munições.
Um inquérito policial e um ato infracional por posse ilegal de arma de fogo e na Lei das Organizações Criminosas foram realizados. Sendo também autuado também por corrupção de menor.

A doutrina Raio
Para o secretário adjunto da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Alexandre Ávila, o Raio se reveste de grande importância sob três aspectos básicos. O primeiro é a ostensividade, que se caracteriza por ser uma tropa de alto nível de especialização e bem capacitada, além de ser bem orientada sobre a sua missão e de seu papel no âmbito da segurança pública.
“Isso se torna um diferencial e parte de três elementos essenciais para a formação policial, que é a motivação do profissional, as condições de trabalho e o conhecimento técnico. Baseado nisso, o policial que integra o Raio detém essas três características de maneira muito forte. Ele é mobilizado pela doutrina, pela cultura, além de ter um treinamento intensivo e específico, passando por uma seleção rígida, bem posicionada, bem elaborada e com foco bem determinado”, destacou.
O segundo ponto está relacionado à mobilidade das equipes Raio, uma vez que o patrulhamento é feito principalmente com a utilização de motocicletas. O Ceará, atualmente, detém de uma frota automobilística de mais de três milhões de veículos, de acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), o que gera, naturalmente, dificuldades de mobilidade urbana nos grandes corredores, principalmente em cidades com maiores fluxos, como é o caso de Fortaleza. O motopatrulhamento “raiano” também beneficia o policiamento nas regiões periféricas, permitindo que as equipes entrem em locais de difícil acesso.

“A utilização de motos nesse tipo de situação torna uma vantagem muito grande para o policial que integra o Raio, pois ele tem a capacidade de se mobilizar rápido, de forma pontual e bem expressiva dentro da cidade. E isso acaba influenciando no primeiro fato, que é a ostensividade, e também de forma substancial no tempo resposta das ocorrências”, revela Alexandre Ávila.
O último aspecto básico se apoia na questão doutrinária técnico-profissional das equipes do BPRaio, que é um dos fatores que caracteriza e reforça a ostensividade do batalhão especializado. “Os policiais militares do Raio têm consciência da missão que tem dentro do contexto da Polícia Militar. Pela sua doutrina, o policial tem um desempenho melhor no atendimento de ocorrências, de forma que se posiciona bem, com características facilmente identificáveis, o que gera uma maior produtividade tanto nas ações preventivas quanto repressivas”, finaliza.
Expansão BPRaio
Atualmente, o BPRaio possui um efetivo de mais de dois mil profissionais, que atuam em 1.340 motocicletas, com destaque para os modelos AfricaTwin de mil cilindradas adquiridas pelo Governo do Estado do Ceará, e 74 viaturas. No total, são 212 equipes em Fortaleza e mais 40 cidades. O impacto da expansão do BPRaio influencia principalmente nas reduções do Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVP), que aliado a outras estratégias, como videomonitoramento, tem reduzido consideravelmente as estatísticas criminais divulgadas pela SSPDS.
No Estado, houve uma redução de 24,4% no CVP 1, que engloba roubo a pessoa e de documentos, além de outros que não estão inseridos no CVP 2. Foram registrados 4.025 casos em setembro último, contra 5.323, no mesmo mês de em 2017. A segurança pública cearense também registrou números positivos no CVP 2, que engloba crimes como roubo de carga, de veículo, a residência e a banco, além de roubo com restrição de liberdade da vítima. Em todo o Estado, a redução foi de 26,2%, com 801 crimes em setembro último, contra 1.085, no mesmo mês 2017.
SSPDS