TV Portal

Sobe para três o número de mortos no desastre com caminhão desgovernado em Fortaleza.


Acidente na Avenida Osório de Paiva, em Fortaleza (Foto: Arquivo pessoal)
Subiu para três o número de mortos no grave acidente de trânsito ocorrido no começo da noite desta segunda-feira (30), na zona Sul de Fortaleza. Um caminhão desgovernado colidiu com outros 11 veículos, entre automóveis e motocicletas, além de atropelar pedestres. O fato ocorreu na Avenida General Osório de Paiva, no bairro Siqueira. 
As autoridades informaram que o guiador estava bêbado. Ele sofreu ferimentos no desastre e, ainda, uma tentativa de linchamento e permanece hospitalizado.
O motorista causador do acidente, guiava um caminhão-baú. Quando se aproximava do cruzamento das avenidas General Osório de Paiva e Perimetral, ele teria perdido o controle da direção. O caminhão saiu batendo em todos os veículos que havia pela frente. Alguns foram lançados contra o canteiro da via, outros contra postes e motocicletas e pedestres lançados à distância.
Desastre 4


Mortes
No local do desastre morreram duas pessoas. Uma delas, um homem que seria pai de um policial militar, morreu esmagado pelo caminhão em plena via pública. Uma jovem também ferida acabou falecendo dentro de uma ambulância UTI do Samu. A terceira vítima, não identificada, teria morrido na Emergência do Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro). Para o mesmo hospital foram socorridas outras 13 pessoas, entre elas o motorista causador da tragédia.
Segundo testemunhas, o caminhão trafegava em alta velocidade e, ao se aproximar do cruzamento, o motorista não conseguiu frear, ocasionando a colisão múltipla. Vários carros estavam parados no sinal quando foram atingidos e causaram um “efeito dominó”, sendo lançado contra outros veículos que estava à frente ou de lado.
O desastre mobilizou um forte aparato de várias equipes de socorristas, médicos, enfermeiros, auxiliares e motoristas do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), que mobilizou ambulâncias de suporte básico e UTIs-Móveis para o transporte dos feridos. Também participaram da ação socorristas e bombeiros voluntários, policiais militares de diversos batalhões e equipes de resgate e socorro do Corpo de Bombeiros Militares (CBM).
O trânsito na avenida ficou interrompido por várias horas até que fossem realizados os atendimentos médicos e remoção dos pacientes, retirada dos corpos dos mortos e a perícia concluísse seu trabalho de levantamentos sobre a dinâmica do acidente, até, finalmente, a remoção dos veículos sinistrados para que a via fosse liberada.
Preso
Conforme a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), o motorista do caminhão estaria alcoolizado e, após ser retirado do local, foi encaminhado em estado grave para o IJF-Centro, onde permanece sob escolta da Polícia Militar. Logo que recebe alta médica, será autuado em flagrante por diversos artigos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).
Contudo, o estado de saúde de Fabiano Queiroz da Silva é considerado gravíssimo, pois ele teria sofrido traumatismo cranioencefálico (TCE), em decorrência da tentativa de linchamento após o desastre. A Polícia deve resgatar imagens do acidente captadas por câmeras instaladas na avenida.



Conteúdo Blog do Jornalista Fernando Ribeiro