TV Portal

Expocece, tradicional exposição de ovinos e caprinos de Quixadá, chega à 40ª edição


A maior a Exposição de Ovinos e Caprinos do Ceará (Expocece) será aberta oficialmente na noite desta quinta-feira(26), em Quixadá, às 19 horas, no Parque Valdir do Couto Dinelly, com uma marca histórica: chega à sua 40ª edição. Pela manhã, às 8h, tem inicio o julgamento de caprinos e ovinos em diversas categorias. As 10h está programada a palestra Escrituração Zootécnica: Uma prática fundamental. O julgamento de animais continua às 13. A partir das 22h tem forró pé de serra.
Amanhã (27), além do julgamento de caprinos e ovinos pela manhã e à tarde, tem exposição de artesanato da agricultura familiar; às 9h a palestra Pastejo rotacional com palma forrageira para pequenos ruminantes e às 20h o concurso de beleza Miss Expocece 2018, seguido do show de forró pé de serra. Além dessas atrações o público poderá saborear a gastronomia regional e apreciar os stands das empresas parceiras da Exposição.
Segundo o presidente da entidade realizadora do evento, a Associação dos Criadores de Ovinos e Caprinos do Estado do Ceará (Acocece), médico veterinário André Medeiros, além da exposição de animais de diversos municípios cearenses e de outros estados do Nordeste, torneios de raças com premiação de R$ 20 mil, será realizada a Festa Brasileira da Raça Anglo Nubiana, ranckeada pela Associação Brasileira de Criadores de Santa Inês (ABSI) e o 8º Leilão União de Raças.
julgamento dos grandes campeões de raças será realizado no sábado (28), com início às 8h e segue à tarde, a partir das 13h. O leilão de raças está programado para as 19h. A 40ª Expocece se encerra no domingo (29) pela manhã, com visitação à feira.

Mais de 400 animais serão apresentados na pista do parque de exposições para avaliação dos julgadores. São mais de 50 expositores de vários municípios cearenses e de outros estados, dentre eles BahiaParaíbaPernambuco e Sergipe. No total a Expocece recebe em média 800 exemplares nas baias. No ano passado o volume de negócios da exposição ultrapassou R$ 1 milhão. Alguns reprodutores foram avaliados na faixa dos R$ 50 mil a R$ 100 mil, demonstrando a valorização das linhagens. Os expositores ficaram satisfeitos com os resultados.
Fonte :Diário do Sertão Central.