TV Portal

DNA confirma que restos mortais encontrado em Suassurana/Iguatu pertence a jovem de Dep. Irapuan Pinheiro

Infelizmente a jovem foi uma das vítimas de uma verdadeira história de terror escrita na região do distrito de Suassurana, em Iguatu, no Centro Sul do Ceará. Um das ossadas encontradas na 'casa da morte', local que servia de acoito para um grupo religioso praticar crimes brutais que chocou todo o Brasil é da jovem Jaqueline Silva desaparecida em 2017 em Deputado Irapuan Pinheiro, apontou o resultado de exame de DNA feito nos restos mortais.

Em entrevista a imprensa o delegado Marcos Sandres confirmou que todos os restos mortais foram identificados. "Estamos em mãos com os resultados e já informamos e entregamos os restos mortais a todas as famílias das vítimas, os exames confirmaram que Jaqueline Silva de Irapuan Pinheiro, o senhor Vilmar e o jovem Micael foram mortos e enterrados naquele local”, disse o delegado.

Nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira(11), após receber os laudos as famílias foram até a Delegacia Regional de Iguatu e foram comunicadas. "É um momento muito doloroso, pois é a confirmação de tudo que falamos nas entrevistas, todas as famílias receberam com muita dor a notícia e levaram os restos mortais dos entes queridos”, observou o delegado Marcos Sandres.

Os acusados pelos crimes, Roberto Alves da Silva, de 41 anos, e Gleudson Dantas Barros, de 30, estão presos na Cadeia de Iguatu, um outro acusado na participação dessa história macabra se suicidou na cidade de Dep. Irapuan Pinheiro.

Conteudo Portal DM

Ultimas Notícias