TV Portal

Trajetória do jogador Edson Cariús é destacada pelo site Globo Esporte

Na partida contra o Altos-PI, o atacante marcou três gols - o famoso hat-trick (Foto: Renan Morais/GloboEsporte.com)
Na partida contra o Altos-PI, o atacante marcou três gols - o famoso hat-trick (Foto: Renan Morais/GloboEsporte.com)











De vendedor de motos a artilheiro do Ferrão: o caminho de Edson Cariús até as portas do acesso
foi com muita batalha e dificuldade que cheguei aqui", deixa claro Edson Cariús. Aos 29 anos, o atacante do Ferroviário é destaque no futebol cearense e faz grande campanha no time. Com os três gols marcados diante do Altos-PI, nas oitavas da Série D do Campeonato Brasileiro, Cariús soma oito gols e disputa a artilharia da competição.
Herói da classificação do Ferrão para as quartas de final, o caminho do atacante até o time não foi fácil. O atleta guarda as lembranças da infância em Cariús, no Centro-Sul do Ceará, onde tudo começou. Filho de agricultores, José Edson Barros da Silva ajudava o pai na lavoura e sonhava em ser jogador. Como um bom sonhador, o menino ousou realizar.
- É muito gratificante chegar em um momento como esse e lembrar de onde você saiu. Foi um início difícil. Por ser do interior do Ceará, muita gente não acreditava. Mas é um sonho que ia se tornando realidade a cada oportunidade que eu ia tendo - relembra.
Das vendas de motos a gols em campeonatos
Os primeiros passes e gols foram na quadra do colégio onde estudava quando criança. Jogava descalço mesmo. Depois descobriu outra paixão, o campo. Apoiado pelos pais, Edson seguiu lutando para ser jogador de futebol, jogou em times da cidade, treinou na base do Icasa, mas não se consolidou. Na luta para realizar o sonho, o atacante não deixou de lado a responsabilidade de ajudar a família. Para complementar a renda vendeu motos em Cariús, conheceu pessoas e guarda lições sobre essa experiência.
- Foi um momento de muita experiência. Você tem que valorizar o que você ganha, o que você faz independente do que está fazendo. Aquilo foi muito gratificante para mim porque aprendi muito. Levo isso para minha vida e falo para as outras pessoas: "Nada é fácil. Para você chegar onde quer chegar, precisa batalhar muito" - divide o atacante.
Cariús encontrou a chance que sonhava em Iguatu, em 2012. O atleta participou dos testes do município e acabou conquistando a oportunidade de fazer parte do elenco para a disputa da terceira divisão do estadual. Foi no time que se tornou Edson Cariús. Precisou abandonar o emprego para ir aos treinos. Durante os três primeiros meses de teste no clube, o atleta não recebia ajuda de custo e precisava fazer o deslocamento de Cariús a Iguatu todos os dias. Nesse momento contou com o total apoio dos pais.
Meus pais que me ajudaram, me sustentaram e me seguraram até esse ponto de assinar meu primeiro contrato. Então passei a ganhar uma ajuda de custo, que na época era uns 600 reais, mas eram os melhores 600 reais que eu já havia ganhado na vida, porque era o que eu estava fazendo de melhor, é o que eu gostava de fazer. Me sentia feliz pelo momento e pela oportunidade que o Iguatu tava me dando, sou muito grato à equipe por todas as oportunidades. Se eu cheguei até aqui foi porque eu passei por lá - confessa.
"Dever cumprido"
Edson Cariús relembra o caminho até o Ferroviário (Foto: Ronaldo Oliveira)
Edson Cariús relembra o caminho até o Ferroviário (Foto: Ronaldo Oliveira)
Com o Iguatu, ele conquistou o acesso à segunda divisão. Passou por outros clubes, até que foi convidado para atuar no Floresta. A meta do clube para 2017 era alcançar o acesso para a primeira divisão do futebol cearense, e conquistaram. Além da vaga, a equipe do Floresta surpreendeu todos ao avançar para a final da competição pela Taça Fares Lopes. Na final do torneio, o time venceu um Fortaleza, que tinha acabado de conseguir o acesso à Série B. Edson Cariús guarda a conquista com muito carinho.
 Eu sempre passava para os mais jovens que a gente tem que lembrar das nossas dificuldades para chegar onde chegamos, porque a gente já tinha sofrido muito para chegar ali. E se chegamos, teríamos que dar mais um pouco de tudo que já tínhamos dado. Acredito que isso facilitou para que ganhássemos o prêmio para o clube. A sensação foi de dever cumprido, porque por nossa equipe ser uma equipe jovem e eu ter mais experiência que os garotos, tinha essa certa responsabilidade de chegar lá e conduzir a garotada para o sucesso. Então fiquei muito feliz por ter essa responsabilidade - relembra satisfeito.
De olho no acesso
Depois de boas atuações e conquistas com a camisa do Floresta, surgiu a oportunidade de atuar pelo Ferroviário. Na Série D do Campeonato Brasileiro, o Ferrão vem fazendo uma grande campanha e é favorito para uma das vagas para a Terceirona. A dois jogos do acesso, o momento é de foco. Edson Cariús acredita na chance de dar essa conquista para o time e para a torcida e se compromete com a vitória.
- É um momento especial, de muita alegria. Estamos tendo a oportunidade de dar ao clube um lugar acima de onde ele está, o que é muito importante. O Ferroviário é um clube grande, de camisa, com uma torcida apaixonada. Então estamos tendo a oportunidade de dar essa alegria ao torcedor. Diante desses dois jogos, vamos dar o máximo de si para conquistar esse acesso - garante.
Sobre o futuro do atleta, Edson garante que não está pensando em propostas no momento. O foco está totalmente no acesso do clube.
- Eu não sei ainda, meu empresário é quem resolve essas situações, pedi para ele não me passar nenhuma situação até o segundo jogo, até para me blindar um pouco de tudo isso. O meu foco agora é nesses dois jogos porque eu sei o quanto é importante esse acesso para o clube e para mim - reforça.
O Ferroviário segue treinando para o primeiro jogo do mata-mata do acesso à Série C. A partida será no próximo domingo (1º), contra o Campinense, a partir das 20 horas, na Arena Castelão.
Fonte :Globo Esporte Ceará

Ultimas Notícias