TV Portal

Deputado Danilo Forte critica transferência do delegado de Itapajé e acusa Governo do Ceará de opressão


Resultado de imagem para Deputado Danilo Forte critica transferência do delegado de Itapajé e acusa Governo do Ceará de opressão
Em discurso na tribuna do plenário da Câmara, o deputado federal Danilo Forte (PSDB-CE) criticou, na última terça-feira (19), a transferência do delegado de Itapajé, André Firmino. O parlamentar relata que a mudança ocorreu após prisão dos acusados de praticar abuso sexual dentro de uma escola do município.
“Para lamentar a forma esdruxula que persiste em fazer política no Ceará, liderada por Camilo Santana, fomos surpreendidos com a notícia de que aquele que estava corrigindo os erros e dando certa tranquilidade para a cidade foi transferido para outra delegacia sem ter tido nenhum infortúnio em sua atividade profissional. Isso levanta, talvez, a dúvida se para acobertar malfeitores ou proteger quem estava dando cobertura aos marginais dentro do Patronato São José”, ressaltou Forte.
Na avaliação do deputado, a “política antiga” praticada pela atual gestão cearense privilegia o crime. “Ela faz com que o Estado hoje seja dominado pelas facções que arbitram para si as áreas de atuação e em quais presídios serão alocados os seus presos. Como se fosse um caminho de hotelaria”, destacou.
Segundo Forte não são apresentando projetos concretos para acabar com a criminalidade no Ceará. Presidente da Comissão Especial que trata do Código de Processo Penal, o peessedebista aponta a elaboração da nova legislação como exemplo de trabalho efetivo para combater a violência. “Estamos lutando pela aprovação do novo CPP, pois não basta o voluntarismo daqueles que querem fazer justiça. É imprescindível uma legislação que dê garantias, que dê uma punição severa àqueles que importunam as famílias”.
Opressão
Danilo Forte também usou seu tempo na tribuna para denunciar a opressão sofrida por políticos cearenses no que chamou de “bunker eleitoral”, referindo-se ao Palácio da Abolição. “Não podemos nos deixar cooptar por uma máquina opressiva que se instalou no Governo do Estado. Onde o secretário da Casa Civil, senhor Nelson Martins, sem nenhum pudor, chama os prefeitos e obriga a apoiar os candidatos da chapa oficial. Chegou a dizer para o prefeito de Ereré que se não votasse nos candidatos do Governador a verba do hospital não seria liberada. E quem vai ser responsável por aquelas pessoas que morrem por falta de hospital em Ereré? E pelos jovens que podem sofrer novos abusos sexuais por marginais em Itapajé? E pelo crescimento de homicídios no Ceará, se não o Governo de plantão que não atende as demandas do povo?”, questionou Danilo Forte.

Ultimas Notícias