TV Portal

Alerta contra a dengue, zika e chikungunya em cidades do Sertão Central cearense




BoaViagem ,Canindé, Caridade, ChoróIbicuitingaItatiraMilhãQuixadáQuixeramobim e Senador Pompeu, estes municípios do Sertão Central estão em situação de alerta ou risco de surto de denguezika e chikungunya. O diagnóstico foi divulgado esta semana pela Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa) com base no Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa).
Ministério da Saúde está monitorando a situação no Ceará. Este ano, entre janeiro e e a penúltima semana de abril foram notificados 3.709 casos prováveis de dengue no Estado. Em 2017, no mesmo período, foram 24.250. Os números apresentam redução de 85%. Em relação à chikungunya, foram registrados 1.473 casos prováveis. A redução é de 97% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 48.098 casos. Sobre os casos de zika, foram 58 registros prováveis, uma redução de 94%.
Influenza
Segundo a Sesa, no Ceará, até o dia 6 de junho deste ano, foram notificados 1.105 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Dentre estes, 36,6%405, foram causados pelo vírus influenza. Outros 48,7%, 538 casos, são de SRAG não especificada, 1,3%, o equivalente a 15 diagnósticos, foram provocados por outros vírus e 13,3%, representando (147 dos casos de SRAG estão em investigação. No Sertão Central já foi registrado um óbito em Milhã e dois em Solonópole. No Estado, são 61 óbitos este ano.

Conteúdo: Diário do Sertão Central 

Ultimas Notícias