TV Portal

Professores de Pedra Branca discutem o precatório do Fundef em Assembléia e cobram prefeitura




O professores do município de Pedra Branca estão em uma batalha ás vésperas de receberem o precatório do Fundef, que segundo o  Sindicato Apeoc, deve ser liberado pelo Governo Federal no próximo mês.
O dinheiro está  estimado em mais  de R$ 41 milhões,  o sindicato vem lutando para garantir  60% do valor, aos profissionais do magistério, segundo a comissão municipal do sindicato  Apeoc,   já foram realizadas várias tentativas de conversar com o prefeito Antonio Gois, porém sem sucesso.


O prefeito tem se pronunciado sobre a questão em encontros e em emissora de rádio,  onde tem garantido o tal repasse aos professores, porém a categoria cobra à assinatura de um documento, ou um projeto de lei destinando os 60% ao magistério.

O gestor tem acusado o sindicato e seus advogados de quererem se apropriar de parte do dinheiro, por outro lado, o sindicato Apeoc tem afirmado que os honorários  advocatícios  só serão pagos se houver demanda judicial, ou seja, se o prefeito não assinar a garantia até o dinheiro ser liberado, o que deve acontecer depois do dia 11 de maio. 

Como até o momento não houve avanço com administração pública, foi pedido o bloquei judicial dos valores, mas, a justiça ainda não decidiu a questão. 

No encontro chegou ser debatido, que cada professor procure  os vereadores, para conversar e pedir que os mesmos levem o pedido ao prefeito, para evitar demanda judicial.

Alguns professores relataram após a reunião, que não entendem, pois se o prefeito já deixou claro que vai repassar os 60% a classe, porque não assinar e oficializar perante a lei o feito.

Nossa reportagem através da TV Portal acompanhou toda a reunião.
Confira:
          

Portal de Notícia  CE