TV Portal

Polícia Civil esclarece a morte do diretor do Fortaleza e captura suspeitos



A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) esclareceu o latrocínio que vitimou Roberto Mamede Studart Soares (54) e capturou, na madrugada desta terça (24), os dois suspeitos de cometerem o crime, ocorrido na tarde dessa segunda-feira (23), no bairro Papicu, Área Integrada de Segurança 10 (AIS 10). As equipes policiais se mobilizaram entorno de reunir informações no intuito de capturar os infratores. As diligências ininterruptas apontaram os nomes e os paradeiros dos suspeitos. Os detalhes da ação policial foram apresentados em coletiva de imprensa, na manhã desta terça-feira (24), na sede da Divisão Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro de Fátima.
Em ações contínuas, equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com apoio da Unidade Tático Operacional (UTO), conseguiram localizar a motocicleta utilizada no crime, no bairro Jangurussu (AIS 3), modelo Yamaha Fazer YS250, placa OBX-3100. Em seguida, chegaram ao paradeiro de Luís Djacy Rodrigues de Sousa Júnior (23), com duas passagens por roubo e um desacato. Luís foi encontrado e preso próximo a uma unidade de saúde, no bairro Conjunto José Walter (AIS 8). Em depoimento, ele admitiu a participação no crime. O suspeito deu apoio ao menor, utilizando a moto que estava parada próximo às vagas do estabelecimento bancário.
Seguindo informações de inteligência e com o conteúdo de denúncias anônimas, as equipes intensificaram os trabalhos e identificaram o destino que o menor tomou após o crime. Ele fugiu para o município de Morada Nova, onde residem familiares dele. O menor, que acumula passagens por roubo e receptação, foi conduzido do município do Vale do Jaguaribe para Fortaleza. Em depoimento, ele confessou ser o autor dos disparos que atingiram Roberto. Ele declarou que percebeu quando a vítima mexia nos bolsos e decidiu abordá-la, supondo que ela estava com dinheiro. Durante a abordagem, a vítima chutou seu joelho, o que fez ele cair no chão. Em sequência, o menor conseguiu se levantar e disparar contra Roberto. A arma do crime ainda não foi localizada.

Durante a coletiva, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, ressaltou o esforço dos profissionais de segurança em dar uma resposta rápida. “Ontem, mais uma vez, os policiais deram resposta com muita eficiência e rapidez. Destaco a garra e a vontade dos nossos policiais, que estenderam seus horários e se prontificaram a colaborar com as ações, mesmo estando de folga. No primeiro semestre deste ano, tivemos uma redução forte nos latrocínios, cerca de 40% a menos e isso é fruto de um trabalho integrado de ostensividade e patrulhamento da Polícia Militar nas ruas e a efetividade da Polícia Civil, que consegue dar uma resposta rápida e levar essas pessoas presas para serem julgadas pelo Poder Judiciário”.
Autuado em flagrante, Luís vai responder pelos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) e corrupção de menor. O menor foi flagranteado em um ato infracional análogo ao crime de latrocínio. Ambos os suspeitos estão à disposição da Justiça.
O crime
Roberto Mamede Studart Soares (54) saía de uma agência bancária quando foi surpreendido por um menor de 16 anos, que o abordou na porta de seu carro estacionado na agência. Imagens de câmeras de monitoramento flagraram quando vítima e infrator entraram em luta corporal. Em segundos, o menor conseguiu se desvencilhar e disparou três vezes contra a vítima, que teve óbito confirmado no local. De imediato, equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) iniciaram as buscas aos suspeitos e lograram êxito em menos de 12 horas após o crime.
Redução
Nos três primeiros meses de 2018, o número de latrocínio vem diminuindo gradativamente e alcançou a marca de quase 40% de redução, saindo de 19 casos, em 2017, para 12, neste ano. Em 2017, o índice igualou em relação ao de 2016, quando, em ambos os anos, foram registrados 88 ocorrências.

SSPDS