TV Portal

Março termina com chuvas 40% abaixo da média esperada para o período no Ceará

Foto Arquivo Portal 



Historicamente o mês de março é conhecido por ser o mais chuvoso no Ceará, mesmo nos anos de seca. Este ano, as precipitações do período ficaram abaixo da média esperada, e o baixo volume de chuvas também influenciou no aporte dos 155 açudes observados pela Companhia de gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), que tem 26 reservatórios secos, 33 no volume morto, e apenas nove estão sangrando. 
A média histórica de chuvas considerada para o mês de março é de 203, 4 milímetros. Porém, o mês de São José terminou com 120.7 milímetros acumulados, 40,7% abaixo da média.
Este foi o  balanço mais baixo desde o fim do último período de seca, que durou de 2012 a 2016. Em março de 2017, primeiro ano após a seca, o acúmulo de chuvas no período foi de 206.2 milímetros. 
Até o momento, fevereiro foi o mês com maior registro de precipitação do ano, com 184 milímetros observados. A expectativa era de 118.6 mm, e ficou 55% acima da média estimada. 

Para a primeira semana de abril, de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e  Recursos Hídricos (Funceme), o cenário está favorável para chuvas devido a influência da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e devido ao fenômeno Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), que causa circulação de ventos na alta atmosfera e forma nuvens de chuva. 

Média de chuvas durante os meses de março nesta década:
Março de 2011 - 156,4 mm
Março de 2012 - 93,2 mm*
Março de 2013 - 78,4 mm*
Março de 2014 - 158,3 mm*
Março de 2015 - 178,4 mm*
Março de 2016 - 129,4 mm*
Março de 2017 - 206,2 mm
Março de 2018 - 120,7 mm

Média histórica - 203,4 mm
* Ano de seca
Redação O POVO Online