TV Portal

Mais 220 policiais concluem Curso de Policiamento com Motocicletas para atuar no BPRaio

A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp/CE) realizou, nesta segunda-feira (23), solenidade de formatura de mais sete turmas do Curso Especial de Policiamento com Motocicletas – CEPM. Cerca de 220 policiais militares concluíram o treinamento e agora estão aptos a desempenharem as atribuições e todas as funções de um raiano, como são conhecidos os militares que atuam no BPRaio.
Segundo o diretor geral da Aesp, Juarez Gomes Nunes Júnior, o curso faz parte do programa de reforço e ampliação da unidade especializada. “A formação do Raio é muito especial, como o próprio título do curso assim sugere. Em 2015, foram concluídas nove turmas (CEPM/Raio), em 2016,10 turmas, em 2017, 21 turmas e, em 2018, a previsão eram 28 (turmas), mas como o governador se propôs a colocar a tropa do Raio nos municípios acima de 50 mil habitantes, nós tivemos que reprogramar essa formação e de 28 passaremos para 32 turmas”, destacou Juarez.
Atualmente, está em curso a segunda fase de ampliação do BPRaio. Após a regionalização que instalou nove bases em cidades-polo do Interior. Agora, municípios com mais de 50 mil habitantes já passam a receber o Batalhão, como seis cidades da Região Metropolitana de Fortaleza: Maracanaú, Caucaia, Maranguape, Eusébio, Horizonte e Aquiraz. Além de Crato, Acaraú, Aracati, Beberibe, Cascavel e Morada Nova, instalada no último sábado (21). Nesse momento, também estão em andamento, outras sete turmas do Curso Especial de Policiamento com Motocicletas, promovidas pela Aesp.
Com uma carga horária de 278 horas/aula e duração de aproximadamente seis semanas, o treinamento para atuar no motopatrulhamento é ministrado por experientes profissionais do BPRaio e inclui aulas práticas de pilotagem de motocicleta, tiro policial, defesa pessoal e técnicas policiais especiais, entre outras disciplinas que preparam seus participantes para pilotar motocicletas policiais com alto grau de destreza e segurança durante ações e operações de patrulhamento tático da PMCE.
“Todo esse processo de aprendizado visa justamente capacitar o aluno para que ele possa operar satisfatoriamente nesse processo com a motocicleta, que é algo por demais difícil, dado que além dele fazer o policiamento convencional, ostensivo, ele vai ter que comandar a máquina, o ‘cavalo de aço’, como a gente costuma chamar”, explicou o comandante do Batalhão, coronel Márcio de Oliveira.
Na ocasião, coronel Márcio também ressaltou o trabalho realizado pela unidade especializada, que conta hoje com mais de 1.600 policiais. “Hoje, o Batalhão Raio é a maior unidade em motocicletas no Brasil! O Raio, que nasceu em 2004, já tem mais de 14 anos de existência e tem conseguido ao longo do tempo, ganhar corpo, ganhar forma mais efetiva, ganhar mais equipes e com isso engrossar os resultados, a aceitação e a creditação das pessoas. E é isso o que importa para gente, contribuir com a diminuição dos índices (de criminalidade) e que as pessoas se sintam satisfeitas com a atividade do Raio”, pontuou o oficial ao discursar durante a solenidade.

Estiveram também presentes na solenidade o Comandante do Policiamento Especializado (CPE), coronel Aginaldo de Oliveira;o deputado federal, Cabo Sabino; o secretário executivo da Aesp, Nartan Andrade; a coordenadora de ensino e instrução da Aesp, tenente-coronel BM Roberta Barbosa Monteiro; comandante do Batalhão de Policiamento Rodoviário da PMCE, tenente-coronel Ronaldo José de Sousa da Silva e o subcomandante da Força Tática da Polícia Militar do Piauí, tenente Joel Moura do Vale, além de instrutores e familiares dos formandos.
Leandro Freire (AscomAesp) – Fotos