TV Portal

Cirurgias aumentam 1.200% no Hospital José Martiniano de Alencar


alt


Neste domingo, 1º de abril, o Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar, da rede pública do Governo do Ceará, completa 79 anos de prestação de serviços à população. São quase oito décadas inovando e melhorando em estrutura e qualificação dos serviços e dos profissionais que atuam diariamente para garantir assistência segura e humanizada aos mais de 200 pacientes atendidos por mês no HMJMA. “Há uma satisfação dos pacientes por conta desse carinho que a gente tem. A pessoa mais importante para nós é o usuário”, declara a diretora-geral Silvana Sátiro.

alt

Só neste ano, até esta terça-feira, 27 de março, foram realizadas 944 cirurgias no Hospital José Martiniano de Alencar. Destas, 213 foram de colecistectomia, cirurgia para retirada da vesícula biliar. Como a que fez Francisco Jandeson Santana, 30 anos, diagnosticado com colelitíase, conhecido com “pedras na vesícula”. Após anos sentindo dores e em busca de um diagnóstico preciso, foi no HMJMA que o paciente foi diagnosticado e iniciou o tratamento. “Desde a minha infância, a minha vida sempre foi em hospital por conta desse mesmo problema, mas aqui eu pude ver um atendimento diferenciado”, diz.
alt

O Hospital José Martiniano de Alencar é o antigo Hospital da Polícia, que pertencia à Secretaria de Segurança e passou para a estrutura da Secretaria da Saúde do Estado a partir de 2011. De média complexidade, o hospital presta assistência ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) com serviços em clínica médica, oftalmologia, urologia, proctologia, otorrinolaringologia, puericultura, clínica cirúrgica e gineco-obstetrícia. Promove e garante ações de saúde integradas ao ensino e pesquisa, tornando-se referência como instituição hospitalar. “Hoje é um dos hospitais que mais operam no Ceará”, afirma o coordenador do serviço de cirurgia Paulo Marcos Lopes.

De 2013 a 2017, o número de cirurgias realizadas no HMJMA aumentou mais de 1.200%, especialmente quando comparado o período entre os anos de 2013 e 2014 (510 cirurgias) ao de 2016 e 2017 (6.176 cirurgias). Esse aumento ocorreu como resultado da reforma e ampliação do centro cirúrgico, em 2015. Naquele ano, 1.044 cirurgias foram feitas no Martiniano de Alencar. Os serviços e o atendimento foram ampliados com a reestruturação do espaço e a implantação dos novos equipamentos, como o aparelho de videolaparoscopia, por exemplo. Com o uso desse equipamento, os procedimentos cirúrgicos ginecológicos, cirurgia geral, vesícula, correção de hérnia, colecistectomia, entre outros, ficaram menos invasivos e mais rápidos.

Ampliação dos serviços

O centro cirúrgico do Hospital José Martiniano foi ampliado e reformado há três anos, com três novas salas, três leitos de repouso anestésico e enfermaria cirúrgica com 20 leitos. Também em 2015, a maternidade do HMJMA foi ampliada e passou de 20 para 34 leitos, 10 deles no berçário. A unidade ganhou um novo ambulatório, com cinco consultórios médicos, e uma subestação de energia elétrica com gerador e capacidade de 500 kVA.

Já no ano passado, o centro de imagens foi reinaugurado com nova estrutura. A reforma ampliou o serviço de exames como ultrassonografia, ecocardiograma, eletrocardiograma, teste ergométrico e radiografia, além de outros até então inexistentes na unidade, como tomografia computadorizada, densitometria óssea e mamografia. De abril de 2017, quando iniciaram os atendimentos com exames de densitometria óssea e tomografia, por exemplo, até esta terça-feira, 27, o hospital fez 1.923 tomografias e 1.065 atendimentos de densitometria óssea.

alt

Neste ano, até 27 de março, 56.256 atendimentos foram realizados no HMJMA, sendo 331 partos, 824 cirurgias, 4.725 exames de imagem e 40.678 laboratoriais, 5.628 consultas ambulatoriais e 909 internações. Destas, 346 foram na maternidade. No ano passado, 254.415 foi o total de atendimentos no hospital, com 1.655 partos, 3.529 cirurgias, 26.266 consultas ambulatoriais e 179.870 exames laboratoriais e 22.065 de imagem. No mesmo período, o hospital teve 4.207 internações, sendo 1.784 na maternidade.

Satisfação do usuário

O Governo do Ceará inovou o atendimento da Saúde com a implantação do programa Diagnóstico Cidadão, em 2017. Para ouvir a opinião dos usuários do SUS no Estado e fomentar a elaboração de planos de melhorias para cada unidade da rede estadual, foram instalados totens nos hospitais e disponibilizado um aplicativo com o mesmo sistema para celulares.

alt

No Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar, até esta quarta-feira, 28 de março, conforme dados do Diagnóstico Cidadão, dos 2.411 usuários que avaliaram a recepção, os profissionais de saúde, a limpeza, higiene e organização do hospital, 94,5% recomendariam o HMJMA aos familiares. “O atendimento aqui nesse hospital, creio que é um dos melhores que eu já passei”, ressalta Francisco Jandeson.


Assessoria de Comunicação da Sesa
Cristiane Bonfim/ Marcus Sá / Helga Rackel 
www.facebook.com/SaudeCeara

Ultimas Notícias