TV Portal

Chuvas em Tauá deixam lavouras desenvolvidas no Carrapateiras

Clique para Ampliar
As chuvas caídas no distrito de Carrapateiras, zona rural de Tauá, nos meses de janeiro e fevereiro, aliada a agilidade dos agricultores e agropecuaristas já apresentam os primeiros resultados. As plantações estão bem desenvolvidas nas propriedades onde o plantio foi realizado mais cedo.
Como o distrito tem como característica principal a criação de ovinos, caprinos e gado, em grande parte das propriedades, apenas duas culturas foram semeadas, milho e sorgo, como suporte forrageiro para os animais, mas existem também pequenas lavouras de feijão para subsistência.
Já quem esperou a estação chuvosa se concretizar, saiu perdendo, porque as constantes chuvas acabaram impossibilitando o preparo das terras porque o trator não consegue trabalhar e fica atolado.
Os criadores estão eufóricos também com o acúmulo de água nos açudes e o pasto nativo que está brotando da terra, garantindo a alimentação dos rebanhos por vários meses.
Blog do Wilrismar