TV Portal

Programa de Saúde do Trabalhador apresenta resultados e define novas atividades para 2018

Os resultados alcançados pelo Programa de Saúde do Trabalhador (Prost) ao longo de 2017, bem como as novas diretrizes que serão adotadas pelo programa em 2018, foram apresentados nessa sexta-feira (15/12), durante reunião na Diretoria do Fórum Clóvis Beviláqua.
Resultado de convênio entre o Fórum e o curso de Psicologia da Universidade de Fortaleza (Unifor), o programa tem desenvolvido uma série de ações que visam favorecer a construção de relações saudáveis no ambiente de trabalho e a melhoria da qualidade de vida dos servidores lotados no Fórum e Juizados Especiais de Fortaleza.
A principal novidade do programa, neste ano, foi a implementação do projeto “Aposentadoria: um novo começo”. Por meio de palestras e uma oficina de projeto de vida, essa iniciativa proporcionou aos servidores que já estão próximos de se aposentar a oportunidade de se prepararem para vivenciar esse momento de transição de forma tranquila e positiva.
“Buscamos sensibilizar para a importância de eles terem um projeto de vida, que inclua a vida social, a vida afetiva, e até mesmo uma vida profissional, após a aposentadoria. Essa é uma forma de valorizar e retribuir a dedicação daqueles que se doaram, por tantos anos, ao Poder Judiciário, preparando-os para que saiam daqui com mais qualidade de vida, de uma forma positiva, equilibrada emocionalmente”, afirma Adriana Albano, chefe da Seção de Capacitação do Fórum.
Outro destaque foi a realização de Oficinas de Liderança com os gestores (diretores e supervisores) das Secretarias Judiciárias de Primeiro Grau (Sejud’s), nos quais foram abordados os aspectos sociais e psicológicos do papel do gestor, tratando de temas como liderança, trabalho em equipe, motivação, iniciativa, comprometimento com o trabalho, entre outros.
Em 2018, as Oficinas terão continuidade e deverão abranger um público bem mais amplo, contemplando os gestores de outros departamentos do Fórum, inclusive supervisores e assessores das Varas e Juizados Especiais. A coordenadora do projeto, professora Patrícia Passos, ressaltou a receptividade da Diretoria do Fórum, desde o início do programa, em 2016, e durante todas as etapas de desenvolvimento. Para ela, o apoio da instituição, além do engajamento dos próprios servidores, é o que tem levado ao crescimento do programa, com a diversificação das atividades e ampliação dos públicos.
“Para nós é muito gratificante, porque, ao mesmo tempo que é uma oportunidade de aprendizado, de desenvolver aquilo que teoricamente a gente estuda e pesquisa na universidade, a gente também vê os resultados, as pessoas realmente melhorando sua qualidade de vida, passando a se engajar mais no trabalho, refletindo e se questionando em relação à sua atividade profissional”, afirma.
Para Adriana Albano, a expectativa também é de ampliação e consolidação do programa em 2018. “Esse programa une a expertise da Unifor, dos docentes e alunos do curso de Psicologia, com as necessidades do Fórum, que são de, cada vez mais, estimular a motivação e o sentimento de pertença dos seus colaboradores e melhorar a qualidade das relações no ambiente de trabalho”, disse.
Fonte :TJCE