TV Portal

Polícia prende dois suspeitos de matar policial durante resgate de presos em Milhã

Policial foi baleado quando estava dentro de carro da PM para tentar impedir resgate de presos em Milhã.  (Foto: Arquivo pessoal)

A polícia prendeu dois homens suspeitos de participarem do resgate de presos que terminou com um PM morto nesta terça-feira (12) no município de Milhã, no Sertão Central, interior do Ceará. Conforme o tenente-coronel Gilberto Calixto, comandante de policiamento de Milhã, um dos três fugitivos morreu em confronto com policiais na saída da cidade.
A fuga ocorreu no início da manhã desta terça, quando uma quadrilha de aproximadamente dez homens armados de fuzis e revólveres invadiu a Cadeia Pública de Milhã. Os homens cercaram a cadeia, arrombaram o alambrado e renderam um agente penitenciário. Um policial militar tentou intervir e foi assassinado.
O tenente-coronel Calixto informou que dois envolvidos no crime foram capturados em Fortaleza. Um deles é apontado com chefe do grupo criminoso. Um dos fugitivos da cadeia morreu em confronto com a polícia, quando tentava sair do município, segundo o comandante da PM.
A Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) informou que a quadrilha resgatou Francisco Davi Cavalcante Nicolau, Cícera Michele Feitoza de Oliveira e João Eduardo Viana dos Santos. Eles respondiam por tráfico de drogas e assaltos. A identificação do fugitivo morto não foi divulgada pela polícia.
A polícia segue realizando buscas para tentar localizar os demais envolvidos no resgate dos presos. Os fugitivos também ainda não foram recapturados.

Policial militar morreu em troca de tiros em Milhão, no Ceará (Foto: Arquivo pessoal)

Policial morto
O sargento Izaías dos Santos Lima, 41, foi baleado na cabeça em troca de tiros com os suspeitos. Ele morreu quando recebia atendimento médico. Conforme a Secretaria de Segurança Pública, ele foi recebeu atendimento no hospital da cidade e foi encaminhado de helicóptero para Fortaleza, mas não resistiu.
O policial militar Izaías dos Santos Lima atuava na 2ª Companhia do 9º Batalhão de Polícia Militar. A vítima ingressou na Polícia Militar do Estado do Ceará em 15 de junho de 1998.
A SSPDS lamentou a morte do policial. "Neste momento de dor, a SSPDS reconhece os relevantes serviços prestados à sociedade cearense pelo profissional de segurança e ressalta que não medirá esforços para prender os responsáveis pela sua morte."



Conteúdo G1 Ceará