Pefoce conclui exame sobre morte de triatleta em prova do Ironman em Fortaleza


A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) concluiu, no final da manhã desta segunda-feira (04), o exame técnico que aponta as causas da morte do triatleta Genilson Lima (48), ocorrida no último dia 26, durante a realização da prova de natação do Ironman. A causa da morte foi por afogamento após a vítima sofrer um evento cardíaco enquanto completava a prova de nado.

O documento com as causas da morte é resultado do trabalho conjunto de equipes de profissionais das Coordenadorias de Medicina Legal (Comel) e de Análises Laboratórias Forenses (Calf) da Pefoce. Para determinar a causa da morte, o Núcleo de Patologia Forense examinou amostras biológicas de órgãos da vítima. O resultado será encaminhado para o 34º Distrito Policial, delegacia responsável pelas apurações do fato. 

Entenda o caso

Genilson Lima (48) desapareceu no mar da Praia da Formosa, em Fortaleza, durante a prova de natação do Ironman, ainda no início da manhã do dia 26 de novembro. Logo após a ausência do atleta ser percebida, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) foi acionado e as buscas foram iniciadas. O corpo foi localizado, por equipes do Núcleo de Busca e Salvamento do CBMCE, depois de dois dias seguidos de buscas, na tarde do dia 27, na orla de Fortaleza. Ele foi encontrado boiando próximo à Estação de Pré-Condicionamento da Cagece, no bairro Moura Brasil, próximo ao local em que foi visto pela última vez. O homem desapareceu enquanto participava de uma competição de triatlo, durante a prova de natação no mar. 

Agentes da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e militares do Corpo de Bombeiros estiveram empenhados na missão de localizar o competidor, realizando buscas em toda a região delimitada para a competição, bem como nas imediações. Equipes da Capitania dos Portos e da Guarda Municipal de Fortaleza também participaram da ação.

Fonte: PEFOCE

TV Portal