TV Portal

Banco de pele de tilápia do Ceará ajudará vítimas da tragédia em creche de Minas Gerais

A pele de tilápia ajuda a curar queimaduras
O Banco de Pele da Universidade Federal do Ceará (UFC), pioneiro e único do mundo no uso de pele de tilápia para tratamento de queimaduras, está disponibilizando pele para as vítimas da tragédia na creche de Janaúba, em Minas Gerais.
O Projeto já tem 1 mil peles disponíveis e enviará, também, profissionais da Universidade. O Coordenador da Pesquisa de Pele de Tilápia, Edmar Maciel, destaca a preocupação com a medida que envolve vários órgãos.

“Estamos em contato com a Anvisa que liberou em relação a parte ética, entramos também em contato com o Ministério da Saúde para que eles entre em contato com a Secretaria de Saúde de Belo Horizonte e com a Sociedade Brasileira de Queimaduras que está por dentro de tudo e se movimentando. Então, em termos de liberação da pele e da equipe que possa dar esse apoio está disponível”, explica.

O Banco de Pele da UFC vai enviar para Minas Gerais três médicos e uma enfermeira. Os profissionais daqui é que farão os procedimentos nos feridos.

No incêndio da creche de Janaúba, mais de 20 feridos ainda estão internados. Ao todo, 60 crianças estavam no local na hora do incêndio. A professora, nove crianças e o vigia morreram.
 Tribuna do Ceará.