Polícia Militar apreende fuzil AK-47 e outras seis armas com grupo criminoso após denúncia


Um fuzil AK-47 calibre 762 foi retirado de circulação pela Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) das mãos de criminosos que se preparavam para cometer novos delitos. Além da arma de grosso calibre, importada da Geórgia, os militares apreenderam três espingardas, três pistolas, coletes balísticos e munições. A ofensiva é resultado do trabalho desenvolvido por equipes do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), no último sábado (12), na Região Metropolitana de Fortaleza, em resposta a denúncias anônimas repassadas à inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), sobre a localização de um bando fortemente armado. Além de efetuar o flagrante, os policiais frustraram os planos ilícitos dos suspeitos, que pretendiam tentar resgatar encarcerados de uma cadeia pública.

Com o auxílio de informações repassadas à Polícia, os agentes de segurança chegaram a uma residência situada na Rua José Gomes, bairro Banguê I, no município de Pacajus – Área Integrada de Segurança 13 (AIS 13) do Estado. Ao se aproximarem do imóvel, os militares foram recebidos à bala e houve troca de tiros. Ao todo, oito infratores se envolveram na ocorrência. Dois deles foram lesionados e levados a uma unidade de saúde, mas não resistiram e vieram a óbito. Os outros seis foram rendidos e presos em flagrante.

Os seis presos foram encaminhados à sede da DRF juntamente com o arsenal apreendido e autuados em flagrante por tentativa de homicídio contra os policiais, porte ilegal de arma de fogo, associação criminosa, receptação, tráfico de drogas e associação para o tráfico de entorpecentes. Os outros dois criminosos que vieram a óbito após o confronto com os policiais se tratam de Davi Passos Magalhães Pinheiro (22), conhecido como "Shrek", que respondia por roubo, e Jacson Leandro Barbosa Barros (28), sem passagem pela Polícia.

Ao todo, no imóvel onde os infratores estavam, os militares encontraram o fuzil AK-47 cal 762, três espingardas cal. 12, três pistolas cal. 380, sete coletes balísticos, uma espada de Samurai, mais de 162 munições, uma faca e a quantia de R$ 2 mil, balaclava, celulares e uma quantidade de maconha, além de três carros de procedência ilícita e duas motocicletas. 




A ação policial também frustrou os planos ilícitos dos suspeitos. De acordo com o delegado Raphael Vilarinho, titular da DRF, levantamentos indicam que eles se preparavam para tentar efetuar o resgate de presos que estão na cadeia pública de Pacajus, além de serem suspeitos de outros crimes: “São suspeitos de envolvimento em ataques a instituições financeiras, inclusive um deles já foi preso em outras duas oportunidades pela DRF e a investigação aponta também que esses indivíduos estariam arregimentando armamento para a prática de um resgate na cadeia pública de Pacajus”, explica o delegado. Sobre a ofensiva, o tenente coronel Henrique Bezerra, comandante do BPChoque, ressalta: “É mais uma operação exitosa dos órgãos de Segurança Pública e queremos agradecer à população, no sentido de nos fornecer a informação (...). Diante da gravidade da denúncia, deslocamos viaturas do Batalhão de Choque até o local, que lá se depararam com a situação”.

Denuncie
Assim como neste caso, a população também pode auxiliar nos trabalhos policiais. Denúncias podem ser feitas para os números 181 e 190, que são respectivamente do disque denúncia e da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O sigilo é garantido.


Fonte: SSPDS

TV Portal