Foragido preso em Pedra Branca é o mesmo que foi flagrado abastecendo no Bom Jesus após tomar uma moto de assalto

Uma operação conjunta das Polícias Civil de Tauá e PM de Pedra Branca prendeu na manhã desta terça-feira (25), um homem identificado por Francisco Antônio da Silva, vulgo “PITONHO”, 36 anos, natural de Senador Pompeu, autor de um assalto em Tauá, cuja vítima foi o funcionário da Fundação Nacional de Saúde, conhecido popularmente por Gerardo da Sucam.
Dando continuidade as diligências que apuram o caso, na manhã de ontem uma equipe da 14ª DP de Tauá composta pelo Delegado Regional Gisleian Lima e inspetores Willian e Baiano, juntamente com a PM de Pedra Branca, cercaram uma casa situada no Bairro Santa Maria, naquela cidade e prenderam o segundo envolvido no assalto da motocicleta em Tauá.
Segundo o delegado Gisleian Lima, Pitonho, ao perceber a movimentação policial nos arredores do imóvel, tentou fugir, mas foi contido e preso. Após a prisão ele foi conduzido para Tauá e neste momento encontra-se recolhido a um dos xadrezes da 14ª Delegacia, a disposição da Justiça.
Pitonho, é um dos integrantes da dupla que na manhã da última quinta-feira (20), agiu na Estrada do Arraial, na Sede Distrital de Tauá, tomando de assalto a motocicleta Honda NXR Bros, 160, de cor preta, ano 2016, placa PNE 7841, Tauá-CE, pertencente ao funcionário da Fundação Nacional de Saúde, Gerardo Filho.

Menor envolvido no assalto já estava apreendido
O outro integrante da dupla, um menor de 17 anos, já estava apreendido desde o a última sexta-feira (21), quando trafegava numa Topic que seguia de Crateús para Tauá, e foi interceptada por policiais do POG e pela equipe ROMU da Guarda Civil Municipal. Em poder do menor foram apreendidos dois revólveres, e vasta munição.

Mesmo com a Prisão do adulto e a apreensão do adolescente que tomaram a moto do assalto, até agora eles ainda não informaram o paradeiro do veículo, que provavelmente foi vendido para um receptador. A Polícia Civil continua investigando na tentativa de descobrir o local onde se encontra a motocicleta.
Ao ser preso, Pitonho informou que roubou a motocicleta e depois vendeu o veículo com o objetivo angariar dinheiro para pagar advogados que seriam contratados para tirar da cadeia a companheira dele, que está presa em Tauá acusada de tráfico de drogas.
Repórter: Lindon Johnson

TV Portal