Pedra Branca - Voluntários vão ao lixão entregar vale cesta a catadores e se emocionam com a situação

Em cenas vistas somente em reportagens especiais de emissoras de TV, realizadas em grandes centros urbanos deste país, uma equipe de v...

Polícia prende dois suspeitos de participarem dos ataques aos bancos de Missão Velha

A Polícia prendeu na tarde do último sábado (04) na localidade de Morro de Areia, entre Brejo Santo e Jardim, dois suspeitos de participar dos ataques aos bancos da cidade de Missão Velha, na última sexta-feira (03). Os policiais primeiro capturaram o vigilante Nadeilson Wisardi dos Santos, que foi apontado, pelo Tenente Coronel, Paulo Hermann, comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar (BPM), como responsável por bloquear os acessos à cidade, impedindo a chegada do reforço policial. Com a prisão de “Preto”, como o suspeito é popularmente conhecido, os policiais chegaram ao paradeiro de Leonardo dos Santos Domingos, que alegou ser inocente e justificou ter sido feito refém pelo bando.
Na casa de Leonardo, na zona rural de Missão Velha, os policiais encontraram um fuzil 5.56 com 186 munições; uma pistola .40, com 179 munições e dois carregadores; 10 cartuchos de 9mm; uma farda do exército e uma pequena quantia em dinheiro.
A dupla foi conduzida a Delegacia Regional de Polícia Civil de Juazeiro do Norte e, posteriormente, por determinação do Secretário de Segurança do Estado, André Costa, será encaminhada para Fortaleza.
Assalto

Era por volta de 1h30 da sexta-feira (03) quando um grupo entre 15 e 20 integrantes invadiu a cidade de Missão Velha. O bando se dividiu em dois. Uma parte da quadrilha ficou responsável por fechar as entradas da cidade, colocando caminhões e pregos na pista. Esse mesmo grupo também cercou o destacamento policial. Paralelo a essa ação, os outros integrantes da quadrilha invadiram e explodiram as duas agências bancárias da cidade, que ficam bem próximas, no centro da cidade.
Na fuga, houve troca de tiros com policiais e com uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). Apesar do apoio de outros destacamentos de cidades vizinhas, os assaltantes conseguiram fugir. Na fuga, eles abandonaram um carro 4X4 em uma estada carroçável. Dentro do veículo, os policiais encontraram armas de grosso calibre, bastante munição, coletes a prova de bala, e muito dinheiro. Havia também manchas de sangue nos bancos e nas armas, o que se faz supor que, durante a troca de tiros, os suspeitos ficaram feridos.
 Diário do Cariri.

TV Portal